Kazuo Ishiguro

Recentemente descobri Kazuo Ishiguro e estou apaixonada! Li as obras “Never let me go” (e seguindo a regra, o filme não chega nem aos pés do livro) e “Nocturnes” (um conjunto de cinco contos). Já quero seguir com outros livros dele!

Ishiguro tem o dom de escrever de uma forma tão visual que facilmente nos sentimos dentro da cena.

Em “Nocturnes”, todos os contos possuem como fio condutor a relação dos personagens com a música. Uma característica em comum das histórias é a habilidade de Ishiguro em mesclar a melancolia e o trivial  da vida com momentos inusitados e até cômicos.

Já na famosa obra “Never let me go”, o autor trata de um tema existencial e nos faz questionar nosso lugar no mundo. Impressionante como nessa distopia uma ideologia é transmitida de modo a parecer natural e aceitável.

O tempo da narrativa é lento e o leitor vai descobrindo os fatos aos poucos, assim como foi o processo de descoberta para os personagens. De novo, melancólico, mas dessa vez, acompanhado de um tapa na cara. 😅 Este é um daqueles livros que te deixa pensando por muito tempo depois da última página!

Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*