Boas práticas que adquiri em 2016

IMG_2299

Olá pessoal! Neste post, gostaria de compartilhar com vocês os novos hábitos que adquiri em 2016 e que tem feito muito bem para a minha saúde! Além de contribuírem com minha qualidade de vida, são práticas amigas do meio ambiente! Então, todo mundo sai ganhando, ganho eu e ganha o planeta!

1 – Coleta seletiva – Esta foi a primeira prática legal do ano. Consegui implantá-la no meu condomínio! Yay! Entrei em contato com uma cooperativa de coleta seletiva aqui de Maceió e, após conversas com o síndico e apresentação da proposta em assembleia, separamos duas lixeiras para o lixo reciclável e agendamos um dia da semana para a cooperativa recolher o lixo. Tem dado super certo, a maioria dos moradores aderiu ao sistema. Quer saber como implantar a coleta seletiva onde você mora? Dá uma olhada neste passo a passo feito pelo portal Ecycle.

2- Composteira doméstica – Na busca por reduzir minha produção de lixo, descobri que grande parte dos resíduos que geramos é de origem orgânica. Para resolver este problema, descobri a composteira doméstica. Bem, agora eu não crio gatos nem cachorros, crio minhocas! 😂😂😂 É muito simples, dá para ter em um apartamento e não, não tem cheiro algum! Basta adquirir uma composteira, minhocas californianas (as mais indicadas para este serviço de compostagem) e um húmus inicial para abrigar os bichinhos. Depois, é só ir colocando as cascas de frutas, verduras, de ovos, coador de café, saquinhos de chá, cobrir com um pouco de pó de serra, e esperar as minhoquinhas fazerem todo o trabalho. A minha já produziu húmus e biofertilizante! 💐 Quer entender melhor como funciona uma composteira domestica? Adquiri a minha no Minhocário Caseiro e no site há explicações de todo o processo.

3 – Sacolas reutilizáveis – Essa não tem mistério. Tenho sempre uma sacola na bolsa para usar em compras pequenas e eventuais. Todas as outras deixo no carro para usar em dia de feira! Simples, fácil, sem erro. Só não vale esquecer em casa! Outra dica legal é usar as caixas de papelão disponibilizadas em muitos supermercados no lugar das sacolas plásticas.

4 – Desodorante natural – como sou muito alérgica, sempre li bastante sobre substâncias químicas e seus efeitos no organismo.  Após ler várias coisas sobre alumínio, parabenos, petrolatos e tantos outros componentes com efeitos duvidosos sobre o corpo humano, resolvi diminuir o uso de algumas dessas substâncias. Sei que é muuuuuito difícil retirar todas elas do nosso uso cotidiano, mas, resolvi começar por alguns itens e o desodorante foi um deles. Fiz vários testes e o que mais se adequou a mim, foi uma receitinha com óleo de coco, leite de magnésia e óleos essenciais. Funciona de verdade, e olha que uso para correr e fazer exercícios, viu?  Vou fazer um post com a receitinha para quem tiver interesse! IMG_2305

Nós estamos sujeitos a mais efeitos nocivos das substâncias químicas do que imaginamos. Há tantos componentes químicos presentes em produtos diários de higiene, limpeza, maquiagem, cujos efeitos são danosos a longo prazo ou não totalmente conhecidos, que me fez querer ter um pouco mais de controle sobre o que eu uso em mim ou em minha casa. Um documentário que me fez ficar ainda mais alerta para essa questão, foi o “The Human Experiment” (Experimento Humano) disponível no Netflix. Vale a pena assistir!

 

5 – Demaquilante com óleo vegetal – um outro produtinho diário super fácil de substituir por algo natural é o demaquilante. Dá para remover maquiagem tranquilamente com óleo de coco ou outro óleo vegetal. Eu estou usando o oleo de linhaça para uso externo (comprei na loja Lazlo) com algumas gotinhas de óleo essencial (uso de capim limão ou rosa damasco, super cheirosos e que fazem bem pra pele).

6 – Óleo essencial de hortelã para aliviar enxaqueca – os óleos essenciais passaram a fazer parte da minha vida e eu estou amando! Cada dia aprendo um pouquinho mais sobre eles. Um que virou meu super amigo foi o óleo essencial de hortelã Pimenta. Algumas gotinhas em um aromatizador tem me ajudado a diminuir as dores de cabeça. Eu, sempre adepta do paracetamol em altas doses, não acreditava que pudesse dar certo, mas testei e funcionou de verdade para mim!  Pois é… uma longa jornada rumo a uma vida mais natural e saudável também inclui a redução do uso indiciscriminado de analgésicos.

7 – Técnica  Low Poo – na procura por produtos para o cabelo livres de parabenos e derivados de petróleo, descobri a técnica chamada Low Poo, que basicamente consiste em usar produtos que não retirem a oleosidade natural do cabelo. Mas para isso, é preciso evitar algumas substâncias, a fim de garantir a limpeza dos fios. Com muita paciência fiz a transição capilar e meus cachos tem agradecido! Tem que ter paciência, pois não é nada fácil mudar aquilo que seu cabelo estava acostumado por toda uma vida! Quer saber mais sobre esta técnica? Tem um canal no YouTube super bacana da Mari Morena, que explica tudo bem direitinho.

Em 2017 além de manter as boas práticas que citei, quero consolidar novos hábitos. Vou falar sobre elas no próximo post. Já estou incorporando estas práticas na minha rotina, mas, vez por outra esqueço de aplicá-las e quando vejo, lá se foi uma oportunidade de ser saudável e sustentável. Daí, levanta e segue de novo no caminho do bem. Porque construir hábitos se faz assim mesmo, aos pouquinhos e sempre com perseverança!

E você? Que hábitos gostaria de incorporar em sua vida para se tornar uma pessoinha mais verde e saudável?

Até o próximo post!

 

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

One comment on “Boas práticas que adquiri em 2016